LONDRES – dicas para um amigo da Mapfre….

LONDRES em 8 pernoites – by Sasseron

Viajar é maravilhoso ! mas tem lá seus percalços, como sair de São Paulo às vésperas de

carnaval e enfrentar fila de 15 aeronaves na pista prontas a decolar. Alguns passageiros se

impacientavam inutilmente até que… lá fomos nós no vôo da TAM para o Rio e de lá para

Londres (mais econômico).

1º Dia) Chegamos na Inglaterra próximo da hora britânica do chá da tarde, e pra não fazer

desfeita, nós o degustamos ali mesmo no aeroporto. Depois batizamos o metrô, eficientíssimo

meio de se transportar em Londres, por gente de todas nacionalidades (um quarto da

população são imigrantes). Pela janela do trem (que é aéreo na maior parte), avistei as

casinhas de 3 ou 4 andares, todas iguais com chaminés, de tijolos aparentes e telhados cinza

escuro e, como nos filmes, com a garoa intermitente e acinzentada de fim de inverno… me

emocionei!

Hospedamo-nos no Ibis da Lillie Road, 47 – estação West Kasington da linha District (verde

escura), um bom custo-benefício.

Enfrentamos a chuva de Londres, que não molha sua calça mas é necessário um bom casaco e

sapato impermeáveis.

Nosso primeiro passeio foi noturno, pela margem do Rio Tâmisa até a Tower Bridge e a Bridge

of London, maravilhosa com sua iluminação azul, até embaixo de chuva!

O jantar foi o mais tradicional da cozinha inglesa, o ‘fish and chips’ acompanhado de 500 ml de

cerveja tiradas como chopp, num pub. Nesse local, os ingleses se soltam, sorriem, brincam

sem jamais perder a elegância.

2ºdia) 01-03-2014 – Visita a coleção particular de Leighton House de manhã e à tarde visita

guiada e muito interessante ao Congress, ao lado do Big Ben. Depois percorremos os 4

andares do Tate Modern, fecha 22 h e é free. Meus preferidos foram os Picassos, Calder e um

Monet enorme.

Encerramos num pub George, funciona alí desde a idade média.. Gostei da cerveja holandesa

Amstel, da irlandesa Guiness , mais fortes que a inglesa, que é mais frutada.

3º Dia) Alugamos um carro previamente (mais barato que a excursão por se tratar de 4

pessoas) Encaramos a direção do lado direito (previne Alzeimer) e seguimos para conhecer as

cidades de STONEHEAGE e BATH, com a ajuda do GPS claro!

Stoneheage é um sítio arqueológico de 5 mil anos atrás (3.000 aC), época dos celtas, com

formação de enormes pedras em círculo, de objetivo ainda especulado. Pode ter sido feita por

Druidas. Sabe-se que a disposição permite a entrada do sol no solstício de verão, alinhando-se

no centro. Mas nesse dia, não havia sol, havia chuva e muito vento e frio, o que prejudicou o

passeio. Entrada 15 libras por pessoa.

Bath – Há termas romanas, bem preservada, com água a 91º., bem no centro da pequena

cidade.

4ºdia ) 3-3-2014 – Visita ao TATE BRITAIN- Vimos Turner (impressionante precursor do

impressionismo, pinta principalmente o mar) , Henry Moore, Francis Bacon, William Blake,

Lucien Freud…

Almoço ali perto, no pub Morpeth Arms, bom hamburguer vegetariano com queijo, cogumelo

e pimentão. O hamburguer de carne feito na brasa, fica meio ressecado.

– Visita a HOUSE WALLACE COLLECTION -Obras renascentistas, gostei do Reembrant e anel

inspirado na Idade Média que comprei na lojinha do museu.

– OXFORD STREET , VISITA ao Hyde Park, passeio no tradicional ônibus de 2 andares, compra

na Farmacy e Lacoste (com 70% de desconto)

– Café e lanche na rede PRET A MANGER – prático, produtos orgânicos e frescos, acessível e

gostoso.

– 20h – Espetáculo STOMP – no Ambassadors Theatre – ingressos comprados no mesmo dia

têm desconto, compramos na hora do almoço na bilheteria por 26 pounds cada. Passou pelo

crivo – divertido, interativo, e criativo.

4º Dia) NOTHING HILL –Algum lugar chamado…achei lindo, bairro bem simpático e lojinhas

também. Aconteceu-nos um fato engraçado que paramos na rua para ver o mapa da região e

de repente apareceu um cara de chapéu, sorridente de informações turística perguntando o

que desejávamos…esses ingleses são eficientes mesmo!

– Coleção de SIR JOHN SOURNE – OBRAS romanas e o sarcófago de mármore trabalhado com

inscrições egípcias é impressionante e fez Sir John dar 3 dias de festa, quando o adquiriu.

– MERCADO CONVENT GARDEN – Restaurantes, lojas e artesanatos.

– MIDDLE TEMPLE HALL -escola de direito com salão medieval, teto de madeira. Só funciona

para visitação das 15 às 16h. Lembra salão de refeições do filme Harry Potter.

– TEMPLE CHURCH – Entrada de Adulto 4 libras

– COURTAULD GALLERY – Maravilhosos quadros impressionistas do Degard, Cezane, Monet,

Manet, Van Goght, Picasso, Gaugin, Matisse, Dufy, Kandinsk…Fica numa praça enorme com

vários artistas de rua que fazem a festa dos turistas.

– SAINT PAUL’S CATHEDRAL –é a mais alta da Europa, depois da S.Pedro, Na missa anglicana

das 17 h , entrada é franca e há um coral de crianças.

– Pub YE OLD CHESIRE CHEESE – desde 1667, perto da Catedral, fica num beco, com salas

subterrâneas, bem medieval

5ºdia) MUSEU RAINHA VITÓRIA E ALBERT – adorei parte Indiana, a de porcelanas, de moda,

obras de Raphael, réplica enorme de Coluna Trajana e a lojinha com muita variedade!

Almoço foi próximo dali no libanês e honesto restaurante COMPTOIR.

– Museu NATIONAL History – Gostei da exposição de fotos de animais e salão só de gemas.

6º dia) – ABADIA DE WESTMINSTER e PALÁCIO DE BUCKINHAM com a tradicional troca de

guarda que acontece às 11,30h nos dias pares.

– NATIONAL GALERY – adorei os dois ‘Sun Flowers” do Van Gogh que estavam

temporáriamente juntos, e os Monet, Seurat, Reembrandt, El Greco, Velasquez…

-Igreja de Sant Martin – Assistimos concerto de Vivaldi e Mozart ao violino com orquestra

jovem e de moças bonitas

7ºdia) – BRITISH MUSEUM – É de história com objetos de todo o mundo, subtratido pelos

colonizadores. Enorme.

BOROUGH MARKET – desde 1850 – comidas, doces e suprimentos aos gourmets. O pessoal,

como nós, compra sandwichs e comidas internacionais e vai lagartear nos jardins da Catedral

de Southwark alí perto. O nosso hamburguer foi de carneiro, num árabe.

CANDEN – Lugar maluco, exótico, diferente – roupas, tatuagens, pessoas de todas tribos.

8ºdia) E Último dia – GREENWITH – onde passa o meridiano e marco zero, tem um belo parque,

a House da Rainha, o Museu Maritmo com exposição das obras do “ Turner & The Sea.”

Obs. Ser turista em Londres é bem tranquilo, não há punguistas ou golpistas, tudo funciona

britânicamente, inclusive o metrô, boa cerveja mas péssima comida, e excelentes museus. Se

quiser trazer uma bike, preço compensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *